Enganos fortuitos

Poderá um engano ser transformado num ponto de atracção? Não será segredo para muita gente que durante os últimos tempos a minha presença por estes campos tem sido mais irregular do que aquilo que eu gostaria. Também não será segredo para igual número de pessoas que a razão da minha ocasional ausência tem a ver com os vários projectos literários que tenho em mãos. Entre eles, e não só, está a série literária O Mal Humano, para a qual tenho estado a terminar as primeiras histórias, criar capas, editar vídeos promocionais, procurar leitores interessados, preparar press-releases, etc.

(Apesar de (poder) parecer, tentem não ver isto como uma desculpa, pode ser? Trata-se apenas de uma enumeração de factores. Aliás, há pessoas muito mais atarefadas que eu e que, ainda assim, arranjam tempo e disciplina para manter uma presença social regular, dentro e fora da net.)

O tal engano que menciono na pergunta inicial aconteceu durante a elaboração do press-release. Não vou revelar agora qual foi para não estragar a surpresa – quando for altura de o divulgar, depressa perceberão. De qualquer modo, o erro em si é secundário, por comparação com aquilo que me permitiu descobrir. Posso adiantar o seguinte: sem erro poderia atingir um objectivo; com erro poderei atingir dois, talvez três. Como? Encarando as consequências do engano, assumindo-as e transformando-o num possível ponto de atracção. Se vai resultar ou não, só depois de divulgado é que poderei saber. Haverá tempo para correcções caso haja necessidade disso.

Gosto de pensar que sou uma pessoa de objectivos bem definidos, mas sei muito bem que o rumo que traço raramente é o rumo que sigo. No fundo, este engano é mais um exemplo disso. Quantas vezes não definimos caminhos para atingir determinado fim? Às vezes cometemos um engano e acabamos por descobrir um atalho, ou mesmo um objectivo melhor; outras vezes chegamos atrasados a um sítio onde já todos chegaram.

MENSAGEM DE CARIZ PUBLICITÁRIO: Deseja ser um dos milhares (ah! ah!) de portugueses que irão receber o Press-Release da série literária O Mal Humano? Envie um email com o assunto MHPR para joel.gomes@gmail.com.

 

Se não for pedir muito, deixe a sua opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s