Curta-metragem: A Realidade Sonhada

realidadeUm homem amargurado vagueia pela cidade. A certa altura entra num parque e, ao chegar a uma zona de piqueniques, depara-se com uma cena bizarra. Sentados na relva a fazerem um piquenique estão ele, a sua mulher e a sua filha. De início pensa estar a sonhar e mantém-se afastado.

Infelizmente, devido à sua hesitação, a tragédia acontece e o homem vê a sua mulher e filha serem assassinadas à sua frente. Antes de ir, o assassino dá um tiro na perna da sua “cópia” e deixa-o à sua sorte. É então que o homem decide intervir e o inesperado acontece.

A história gira em torno da ideia de que os mortos ficam presos a este mundo se não os deixarmos ir. Fala também de escolhas erradas e do que tentamos fazer para alterar o inalterável.

Escrito em parceria com Janine Ramos, amiga e colega da ETIC, a quem eu perdi o rasto.

A REALIDADE SONHADA – Versão Final em actualização. Será colocada aqui brevemente.

Se não for pedir muito, deixe a sua opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s